segunda-feira, 14 de setembro de 2009

O Poeta dos Abismos


Zé Ramalho, o Poeta dos Abismos, revela a intimidade da vida e da obra de Zé Ramalho, um dos grandes nomes dentro da MPB. A trajetória de um dos mais enigmáticos personagens já surgidos no panorama musical Brasileiro, pela primeira vez vem a público em profundidade. A natureza do processo inspirativo, as diversas fases de sua carreira, suas origens e a herança cultural nordestina- base da sua musicalidade-, as parcerias, entrelaçadas neste depoimento inédito.

A vida e a obra de Zé Ramalho se mesclam, formando um processo único e indiferenciado.

“ Árdua é a tarefa do poeta abissal: tentar traduzir, através de palavras- limitadas por sua própria natureza- realidades inefáveis, dinâmicas, fluidas. Vivencias profundas, intimas, pessoais, que encerram ao mesmo tempo um caráter coletivo e universal.

Eis o que distingue o trabalho de Zé Ramalho: a capacidade de retratar a pluridimensionalidade das profundas realidades do ser, sem comprometê-las, preservando sua integralidade. Sua poesia nos conduz em uma viagem interior, em direção a camadas cada vez mais profundas da psique. Este mergulho nas zonas abissais acaba nos levando a extratos mentais anteriores a lógica e à razão , reduto de imagens arquetipais primordiais , imagens estas que ele traduz através de símbolos multifacetados, com diferentes níveis de significação.”

O livro se divide em três partes: na primeira, autobiográfica, Zé Ramalho expõe sua vida, sua trajetória e a natureza de seu processo criativo. A segunda parte é composta de depoimentos de seus companheiros de jornada: Elba ramalho, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, etc... Na terceira parte, o autor explora o simbolismo presente na poesia de Zé Ramalho, permitindo aflorar sua natureza mais profunda e visionária.

2 comentários:

Dri Viaro disse...

oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar bom dia
bjsss

aguardo sua visita :)

Hélio de Aguiar disse...

Pois bem... Acho mais do que merecido o trabalho sobre a biografia do Zé Ramalho por uma série de motivos:
1 - Zé é da geração de bons cantores e compositores que marcaram a MPB.
2 - Zé sempre foi fiel a uma linha de composição, de letras ricas e melodias inconfundíveis.
3 - É um Nordestino Brasileiro amado, respeitado e querido pelo Brasil a fora.
4- Uma justa homenagem? SIM.
5 - Um Roteiro para um filme? E por que não! Nós Fãs e Admiradores de Zé Ramalho Sabemos que ele merece e não também!

Videos

Loading...

Quem sou eu