quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Tá Tudo Mudando

Foto: Divulgação Por suas letras verborrágicas, Zé Ramalho sempre foi associado a Bob Dylan, ainda que o tom apocalíptico do cancioneiro do artista paraibano transite em universo distante da obra do compositor americano.
Seja como for, este eventual parentesco vai ser realçado no CD ‘Zé Ramalho Canta Bob Dylan — Tá Tudo Mudando’, nas lojas em breve. No disco, produzido por Robertinho de Recife, Ramalho insere o repertório de Dylan no universo da MPB e da música nordestina através de versões que buscam fidelidade às letras originais.

Canção inédita

Não é a primeira vez que Ramalho verte Dylan. ‘Frevoador’, a faixa-título do CD que ele lançou em 1992, era versão de ‘Hurricane’, um dos clássicos de Dylan. Em ‘Tá Tudo Mudando’, aliás, a opção foi por priorizar os sucessos antigos, embora a faixa-título seja versão de ‘Things Have Changed’, a recente canção da trilha do filme ‘Garotos Incríveis’ que rendeu um Oscar a Dylan. Tanto que estão garantidas no repertório as versões de ‘Like a Rolling Stone’ (‘Como uma Pedra a Rolar’) e de ‘Blowin’ in the Wind’ (‘O Vento Vai Responder’).
Nem tudo, porém, é versão no CD que vai ser editado pela gravadora EMI Music também no formato de DVD. Ramalho ficou de cantar ‘If Not for You’ no original em inglês e de apresentar uma ou outra música inédita de sua autoria, caso de ‘Para Dylan’, idealizada para servir como recado ao compositor norte-americano.
Dono de obra autoral, Ramalho não assina todas as versões de ‘Tá Tudo Mudando’. A faixa-título, por exemplo, é da lavra de Gabriel Moura (compositor carioca identificado com o universo do samba) e Maurício Baia. Baia é colaborador também da versão de ‘Tombstone Blues’, que se transformou no ‘Rock Feelin’good’.
De Caetano Veloso, Ramalho recupera a bela ‘Negro Amor’, versão de ‘It’s All Over Now, Baby Blue’, lançada por Gal Costa em 1977 num de seus álbuns mais roqueiros, ‘Caras e Bocas’.
Sem se afastar do universo nordestino que norteia a sua discografia, Ramalho — que já fez sucesso com boa versão de ‘Knockin’ on Heaven’s Door’ (‘Batendo na Porta do Céu’) — também requisitou as colaborações de parceiros como Geraldo Azevedo e Bráulio Tavares.

Fonte:

Mauro Ferreira
http://terra.com.br

Um comentário:

pitagoras disse...

Vc sabe aonde eu posso conseguir uma versão da musica Entre a Serpente e a Estrela instrumental?

Videos

Loading...

Quem sou eu